Davi Almeida é a verdadeira renovação na política amazonense


Um processo de renovação pode ser traumático. No Amazonas ele se dá de uma forma inusitada. Ao ser preterido pelo partido, o governador Davi Almeida não viu outro caminho que não o de se impor e assumir o papel de fio condutor dessa renovação. Com o apoio de mais da metade dos deputados estaduais e ao menos dois deputados federais, além de dezenas de prefeitos, faz uma frente ampla de apoio e sentencia: "Eles vão ter que derrotar o povo amazonense"!

Davi está apoiado em uma boa gestão em pouco mais de 40 dias e tem mais 60 dias para pavimentar essa renovação calçada na candidatura de Rebecca Garcia (PP) e do deputado Abdala Fraxe (Podemos) como vice.

Há sete anos Rebecca surgia como uma das renovações, ao lado de Hyssa Abrahão, Chico Preto e Marcelo Ramos. Hyssa logo caiu em descrédito. Chico Preto pegou a pecha de laranja e vem se depurando desde então. Marcelo Ramos terminou de cair em desgraça ao ajoelhar no milho e aceitar ser vice de Braga.

Rebecca foi para um ostracismo forçado e sempre teve sua imagem ligada à Braga. Tanto que se chegou a falar que ela seria vice novamente, convite que ela não aceitou.

Ao encarar o desafio lançado por Davi Almeida, Rebecca agarra uma oportunidade de fazer aquilo para o qual se preparou: atender ao seu verdadeiro patrão, o povo amazonense, ao invés dos interesses particulares dos velhos caciques.


This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now