Projeto Amazônico de Atendimento Oftalmológico segue em missão

April 25, 2017

 

Mais de quatro  mil pessoas, dos Municípios de Coari e Tefé, devem ser assistidas com o projeto “Amazônico de Atendimento Oftalmológico”, que realizará  mais de 300 cirurgias de cataratas, distribuirá  mais de dois mil óculos de graus para os pacientes já com indicação de receita.

 

Para isso, uma equipe de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem saíram ontem de Manaus com destino às comunidades ribeirinhas, onde o atendimento acontecerá  até o dia 9 de maio.

 

O projeto é desenvolvido desde a década de 80 e pela  primeira vez  terá  a parceria da Marinha do Brasil, que enviará o navio Carlos Chagas, do Comando 9º Distrito Naval, juntamente com demais profissionais integrantes do projeto. Eles saíram ontem da Estação Naval do Rio Negro, no Distrito Industrial, Zona Leste, e seguem nos próximos dias em viagem.

 

“Durante esses anos o projeto vem ganhando corpo e agora temos mais uma parceria, neste caso a Marinha do Brasil, onde será possível utilizar o navio hospital. Este preparado para realizarmos todos os procedimentos necessário, desde a triagem, como exames e até mesmo cirurgias. Isso será muito útil para darmos esse passo no projeto que chega em Tefé e Coari”, explicou o oftalmologista Jacob Moysés Cohen, responsável pelo projeto.

Conforme Cohen, a empresa Zeiss do Brasil também ajudou doando  equipamentos de ponta para o atendimento dos pacientes, alguns deles nunca foram utilizados no Brasil. “Esses equipamentos nos auxiliarão na rapidez das cirurgias  e  dos diagnósticos de doenças oftalmológicas, onde será possível ter um resultado em apenas 30 segundos”, explicou.

 

Navio-hospital

Conforme o comandante do 9º Distrito Naval, Luis Antônio Rodrigues Hecht, anualmente o comando realiza operações de assistência hospitalar em 12 regiões de toda a Amazônia, são 10 regiões na Amazônia Ocidental e duas regiões na Amazônia Oriental. Para dar continuidade na assistência, a Marinha do Brasil aceitou o pedido de apoio ao projeto e segue em missão com o navio Hospitalar Carlos Chagas. “Esse projeto visa realizar mutirões de cirurgias oftalmológicas e atendimento nessa área, por enquanto destinado aos municípios de Coari e Tefé. Nós entendemos que a saúde oftalmológica é muito importante para essas comunidades e que visão saudável também significa inclusão social, e está totalmente sintonizado aos nossos propósitos”, disse o comandante.

 

Ao todo são 10 médicos envolvidos no projeto, entre eles médicos da Marinha e também das demais entidades, além de enfermeiros e técnicos de enfermagem seguem em missão.

Multi-parceiros

 

O projeto é desenvolvido pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam)O com apoio da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), do Instituto Paulista de Estudos e Pesquisas Oftalmologia (Ipepo), a Lupas Leitos, A Zeiss do Brasil, A fundação Piedade Cohen, da Sociedade Amigos da Marinha (Coamar-Am) e com o apoio ao Comando 9º Distrito Naval.


FONTE: PORTAL ACRITICA

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now