Temer vai a churrascaria em Brasília com ministros e embaixadores

March 20, 2017

 

O Presidente Michel Temer foi a uma churrascaria na noite deste domingo (19) em Brasília, no Setor de Clubes Sul, com ministros e embaixadores de países que importam a carne brasileira.

 

Depois do jantar, Temer foi questionado sobre a qualidade da carne e disse que estava muito “boa” e que todos “se deliciaram”.

 

O presidente disse ainda que ouviu de embaixadores que os representantes dos países presentes ao jantar iriam “advogar junto a seus países no sentido de divulgar a tranquilidade em relação ao consumo da carne brasileira”.

 

Só carnes nacionais, diz gerente

Inicialmente, Rodrigo Carvalho, gerente do restaurante, afirmou ao G1 que foram servidas carnes importadas e brasileiras. E que o restaurante ofereceu picanhas importadas da Austrália, mas também peças produzidas no Brasil. Havia ainda outros cortes de carnes produzidos no país.

 

Depois, o gerente mudou sua versão. Disse que o restaurante trabalha com carnes importadas, mas que 80% das carnes servidas diariamente são nacionais. Ele ressaltou, no entanto, que no jantar de Temer com os embaixadores, só foram servidos cortes nacionais. Segundo ele, a picanha australiana com a qual o restaurante trabalha estava em falta e por isso não foi servida.

 

A Secretaria de Comunicação da Presidência da República divulgou a seguinte nota: "Todas as carnes servidas, neste domingo, ao presidente Michel Temer e aos embaixadores convidados para jantar na churrascaria Steak Bull foram de origem brasileira. A gerência do estabelecimento inclusive apresentou os produtos servidos a órgãos sérios da imprensa que questionaram a origem do produto".

 

Neste domingo, Temer teve uma série de reuniões com ministros, associações e diplomatas com o objetivo de discutir os efeitos da operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal na sexta (17) e que investigou um esquema de liberação de licenças para frigoríficos sem fiscalização.

 

No encontro com os embaixadores de países que importam a carne brasileira, Temer fez o convite: "Quero convidar a todos, quem puder aceitar o convite, que nós do governo vamos todos a uma churrascaria para comer a carne brasileira, de modo que os senhores embaixadores que puderem, quiserem e nos derem a honra da companhia, queremos convidá-los."

 

A lista de convidados não foi divulgada pela assessoria da Presidência. Segundo o cerimonial, participaram do jantar 19 embaixadores e oito encarregados de negócio, portanto, representantes de 27 países, além dos ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral) e Blairo Maggi (Agricultura) reserva foi feita para 80 pessoas e o jantar na churrascaria custa R$ 119 por pessoa. Segundo o Planalto, a Presidência pagou as refeições de Temer e dos 27 diplomatas, mas não as de servidores e de assessores.

 

FONTE: PORTAL G1 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now