Mulher entrega quadrilha de ex e suspeito é preso por assalto no AM

February 4, 2017

Fernando Assunção da Silva, de 28 anos, foi preso na tarde de sexta-feira (3), suspeito de fazer parte de uma quadrilha de assaltantes, em Manaus. Ele foi detido após uma mulher, que também fazia parte da quadrilha, terminar um relacionamento com outro membro do bando e entregar os comparsas para a polícia. Um adolescente foi apreendido. Três seguem foragidos.

 

Assunção foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva por roubo a uma loja de confecções, em dezembro de 2016, no bairro Zumbi dos Palmares, Zona Leste de Manaus.

 

Segundo o delegado do 25° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Eduardo Paixão, o suspeito cometia os crimes com outras cinco pessoas, que assaltava estabelecimentos comerciais no Zumbi e também no Armando Mendes.

 

Paixão explicou que os donos dos estabelecimentos assaltados registraram Boletins de Ocorrência e levaram imagens de câmeras de segurança para análise da polícia. "Constatamos que eram as mesmas pessoas que cometiam os crimes e começamos a investigar", disse.

 

Segundo Paixão, o grupo mantinha a mesma estratégia para cometer os crimes. A mulher que entregou os comparsas entrava nos estabelecimentos como cliente e observava o local. Ela passava informações sobre as lojas, como a presença ou não de seguranças, e avisava os outros integrantes da quadrilha que esperavam do lado de fora.

 

"A mulher era namorada de um dos membros da quadrilha, um suspeito de 23 anos conhecido como "Bigu". Eles terminaram, ela compareceu até a delegacia, nos confessou os crimes e nos ajudou a chegar aos outros membros da organização criminosa", explicou o delegado, ao ressaltar que Fernando Assunção atuava como motorista da quadrilha.

 

A polícia contou ainda que dois dos foragidos, sendo um homem e uma mulher, de 20 anos, já foram identificados. Um outro suspeito segue sem identificação. Eles não foram localizados até a publicação desta reportagem.

 

Fernando Assunção deve responder pelo crime de roubo majorado e vai ser encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM). A mulher que entregou os comparsas deve responder pelo crime em liberdade, por ter colaborado com as investigações.

 

 

FONTE: PORTAL G1

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now